Logística pós-pandemia: transformações e tendências

Com as mudanças econômicas, sociais, culturais e comportamentais trazidas à tona pela pandemia de coronavírus, a transformação digital avançou dez casas de só uma vez e se instalou como necessidade urgente e inadiável, em diferentes níveis, para diferentes mercados. Diante de todos os desafios do momento, uma profunda mudança de mindset também se faz necessária para dar um passo à frente e ir além da sobrevivência. É necessário se abrir a novos modelos de negócios, soluções inovadoras e para a nova economia que chegou para ficar.

No setor logístico não é diferente e o presente traz importantes aprendizados para o sucesso no mercado pós-pandemia. Fusões e aquisições devem ocorrer com mais frequência para expandir operações e ampliar a capilaridade das empresas, a automação de processos será protagonista, a gestão remota de equipes ganhará melhorias, e a necessidade de reduzir custos abrirá caminhos para a cooperação entre concorrentes e uma relação de parceria entre empresas e clientes, sobretudo nas relações B2B.

Para entender um pouco mais sobre as atuais transformações e tendências para o pós-pandemia, pedimos que Toni Trajano, CEO da Soluciona, comentasse os pontos de maior atenção para o setor logístico.

 A revolução dos drones e novos modais

A pandemia fez com que várias barreiras fossem quebradas da noite para o dia. A ampla implementação do home office até mesmo por empresas mais resistentes ao trabalho remoto é um dos exemplos mais evidentes. Na logística, a aceleração de processos e transformações trará novas normas e facilitará a implantação de novos modais.

Os drones deixarão de ser uma especulação e se tornarão uma nova ferramenta de otimização da logística, seja de delivery para pessoa física (B2C), ou para o transporte de produtos entre empresas (B2B). O transporte de insumos hospitalares é um exemplo de utilização. A escalada destas soluções e consequente redução de custos obtida com essas implantação também viabilizará a entrada de outros nichos”, afirma Toni.

O triunfo da economia compartilhada

Embora a maioria das empresas do setor logístico ainda estejam fechadas à economia compartilhada, o futuro que bate à nossa porta trará mudanças radicais. A cooperação entre empresas que hoje se enxergam como concorrentes é uma dessas tendências e o compartilhamento de expertises será crucial para o sucesso de todas. A união de forças fará com que as empresas possam oferecer serviços ampliados, otimizados e customizados para os seus clientes, gerando um efeito de “ganha-ganha” para todos os parceiros envolvidos. Os custos se tornarão mais baixos, as operações serão mais práticas e inteligentes por meio de rotas reguláveis, automação e tecnologia.

A Soluciona já está começando a pilotar uma solução de compartilhamento de transporte de cargas. Dessa forma, os embarcadores podem aumentar a frequência de envios e reduzir os prazos de entrega, diminuindo também os custos atrelados. Será possível enviar menos volumes com mais frequência, sem custos extras”, explica Toni. A nova plataforma já está em validação com clientes.

Resposta às novas demandas do varejo

Com o crescimento do e-commerce e todas as mudanças nos hábitos de consumo da população, as grandes redes de varejo já estão adaptando suas plataformas de market place para receber os produtos anunciados por micro, pequenas e médias empresas. Ao mesmo tempo, as grandes redes aumentam o mix de produtos oferecidos, e lojas antes focadas em eletroeletrônicos, por exemplo, hoje passam a oferecer produtos de supermercados, numa rápida correção de rota em resposta às demandas do consumidor. É natural também que novos grupos e conglomerados surjam, com novas propostas de valor.

As empresas de logística que se atentarem a esse movimento são as que garantirão relevância no futuro pós-pandêmico. “Hoje, ainda não atuamos na última milha, mas queremos pilotar soluções e trazer novos parceiros com sinergia para o nosso negócio. Assim, conseguiremos atender às novas demandas trazidas pelos nossos clientes de varejo”, pontua o CEO.

Compromisso com a sustentabilidade

A sustentabilidade não poderá ficar em segundo plano e deverá ganhar força nas esferas social, econômica e ambiental. O uso de veículos menos poluidores e ações perenes de responsabilidade social serão cada vez mais importantes e terão notoriedade entre as empresas de logística.

A Soluciona já leva a sério a questão da sustentabilidade e da responsabilidade social. Hoje, a empresa apoia o programa Na Mão Certa, que combate o abuso sexual de crianças e adolescentes nas estradas brasileiras. “Esse foi só um pontapé inicial. Queremos ampliar essas ações no futuro. Também temos um compromisso muito transparente com nossos colaboradores e parceiros. Estamos em busca dos certificados GPTW (Great Place To Work) e queremos ser reconhecidos como uma das melhores empresas para trabalhar. Também estamos empenhados em obter certificações socioambientais”, completa Toni.

Vamos evoluir juntos?

A Soluciona coloca todas as suas estratégias de gestão logística a serviço desse novo mundo pós-pandemia. Oferecemos soluções otimizadas e inteligentes, de alta performance, com foco na redução de custos operacionais e maximização dos resultados das operações para empresas de diferentes segmentos. Queremos ser seus parceiros nessa jornada. Que tal conversarmos sobre as necessidades da sua empresa?

Clique aqui e preencha o formulário que em breve entraremos em contato.