A 110ª Big Show 2022, como é chamada a National Retail Federation, principal feira do varejo mundial, realizada entre 15 e 20 de janeiro, em Nova York, mostrou que a logística continuará tendo protagonismo no desenvolvimento do setor, e os destaques da mostra deixaram isso muito claro – do Customer Centricity à ESG (Environmental, Social and Governance), da liderança às inovações tecnologicas. Toni Trajano, CEO da Soluciona Logística acompanhou a NRF 22 e saiu com a certeza de que a inovação deve vir com a mesma velocidade do comportamento do consumidor – é ele quem dita as tendências, que devem ser proporcionadas com experiências de alta qualidade.

“Para isso, a logística é fundamental, assim como as marcas adaptarem sua linguagem a cada cliente. Mais do que nunca, a forma de se comunicar deve ser feita de forma personalizada – não só ouvir, mas dialogar com ele: dar retorno às suas demandas, como a necessidade de entrega ágil, e solicitar sua opinião.”

Data Driven e Metaverso

Data Driven, outra abordagem recorrente durante o evento, deixou clara a necessidade de transformar dados em informação que gere valor. “Eles (os dados) devem servir para orientar a tomada de decisão, o planejamento estratégico, e também proporcionar experiência de relacionamento totalmente adaptada a cada cliente”, ressaltou Trajano. Isso também é tarefa para a logística – empresas adiantadas em digitalização buscam a mineração dos dados para se tornarem mais eficazes e certeiras em sua operações. Metaverso foi tema central do Big Show 2022. Quatro passos foram sugeridos para o varejo iniciar esse novo movimento: começar a experimentá-lo agora; prestar atenção às diferenças de gerações; criar experiências de marketing e vendas em realidade aumentada; e monitorar novas oportunidades de vendas.

ESG consolidada

O ambiente da National Retail Federation indicou a consolidação e importância da ESG. O que se viu, segundo Toni Trajano, foi que as principais discussões sinalizaram a necessidade das empresas abraçarem ainda mais a diversidade e a inclusão, “um fator que não é opcional, mas decisivo para o desenvolvimento de qualquer negócio varejista”, revelou o CEO da Soluciona. Empresas como a Soluciona, por exemplo,  estão envolvidas e empenhadas em avançar nos campos da ESG. Como faz a Soluciona em relação à colaboração e economia circular, dois temas sob medida para a logística e que chamaram a atenção sempre que se falou em ESG, no Big Show 22. Também ficou evidente em várias outras palestras da feira, muito boa vontade para com as práticas sustentáveis, e um nítido afastamento de quem ainda não trilha esse caminho.

Geração Z, liderança e cultura

Outro alerta vindo do grande evento do varejo mundial: é preciso prestar atenção nas novas gerações. Hoje, a geração Z representa praticamente metade da população mundial e influencia diretamente na decisão de compra das famílias. Em breve, será responsável por 75% do consumo e da força de trabalho no mundo. A logística, por sua vez, já colocou no radar esse aspecto importante, notadamente as empresas que têm em sua raiz, a tecnologia e a inovação como fundamentos. As marcas, por sua vez, necessitam rapidamente fazer imersão no comportamento desse público, como tem feito as empresas de logísticas que encaram as pessoas como capital número 1.

Home office, relações do trabalho

Toni Trajano, o CEO da Soluciona, comentou também a mudança na forma de trabalho provocada pela pandemia, como o home office e os horários flexíveis. “Percebeu-se que a produtividade não tem associação direta com modelos pré-estabelecidos. As empresas devem apresentar variados modelos de trabalho, de acordo com o perfil das pessoas envolvidas”. Durante a crise, a logistica manteve o País indo e vindo, com home office e tudo o mais.

Vamos evoluir juntos?

A Soluciona oferece soluções otimizadas e inteligentes, de alta performance, com foco na redução de custos operacionais e maximização dos resultados das operações. Queremos ser seus parceiros nessa jornada. Que tal conversarmos sobre as necessidades da sua empresa?